Páginas

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Dia perdido, dia corrido, dia de cólica FDP


Ontem foi um dia meio que perdido, tive a mãe de todas as cólicas. Passei parte do dia na cama, abraçada com uma compressa de água quente. Quando eu não estava dormindo feito um coelhinho, estava comendo biscoito com geléia, sopa de saquinho, pão, ou seja, engordando como um peruzinho antes do natal.

Quando amanheci hoje (sim, dormi quase todo o dia de ontem) além de perceber que tudo que eu teria que resolver ontem, eu tenho que resolver hoje, percebi que desinchei. Estou menos parecida com uma salsicha e um pouco melhor. Como passei o dia comendo e dormindo, estou com menos olheiras, tanto é, que quem soube que ontem eu estava offline, não acreditou muito quando me viu hoje magra e serelepe. Ah, dane-se.

O que importa é que mesmo que eu queira me enganar e ache que emagreci uns dois quilos, não é essa a verdade. Prevendo o desastre que será eu subir numa balança, eu simplesmente não subo. Na verdade eu tenho um TOC com balanças. Não posso ver uma farmácia, que eu entro ‘farejando’ a balança. A melhor parte é subir na balança e ver que ela está descalibrada para menos. Se vc está com 70 quilos, ela diz que vc está com 68, isso é esplêndido. Porém, se a balança diz que vc está mesmo com os 70 quilos, vc vira para o farmacêutico e/ou balconista e diz ‘essa balança ta descalibrada, eu não peso tudo isso’, e sai balançando os cabelos, como que indignada com aquela balança mentirosa.

Já pensei em comprar uma balança para mim, na verdade eu já teria comprado se não fosse meu marido. Como ele sabe dessa minha atração fatal pelas balanças, ele diz que se eu comprar uma balança, não saio mais de cima dela, testando as poses nas quais eu ficaria mais magra. Talvez ele tenha até uma certa razão.

Como eu estou fazendo coisas por mim, coisas boas, que melhorem meu peso e minha vida no geral (meu peso ainda é prioridade), vou tentar me livrar desse vício do mal.

Já parei com o refrigerante e com o chocolate por dois dias (mais 24h), estou feliz, mas não parei com o salgadinho. Vou parar também com o sobesobe em balanças. Isso vai fazer bem para a minha cabeça. Uma coisa de cada vez, não estou com muita pressa, tenho que recuperar o meu autocontrole se quiser chegar em algum lugar, né?

Por hoje é só. Correcorre, que parece que o mundo já está funcionando como se fosse feriado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário